INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

11 de setembro de 2014

Falando sobre: Um Gato de rua chamado Bob

||

Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito                                                                  236 Páginas                                                                                         Sinopse: Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.


Hey pessoal! Tem resenha nova para vocês! Espero que gostem.

Em Um Gato de rua chamado Bob nós conhecemos a história real de James Bowen, um dependente químico em processo de reabilitação, que faz shows nas ruas de Londres para poder sobreviver. James era um artista de rua como qualquer outro, até que um dia ele encontra um gato laranja na porta de seu pequeno apartamento. Um pouco relutante James resolve cuidar do gato, aparentemente de rua, por conta de seus ferimentos e da pelagem em mau estado, mesmo sabendo que talvez não tivesse condições financeiras para isso. 
“Ouvindo seu ronronar suave no escuro, senti-me bem por tê-lo ali. Era uma companhia, eu acho. Não tinha muito disso ultimamente.”
Logo o gatinho ganha um nome: Bob (devido a um personagem de Twin Peaks). A partir daí a vida de James começa a mudar de forma gradativa. Acompanhando seu dono a onde quer que fosse, Bob começa a chamar a atenção de todos por sua inteligência, ganhando o carinho de várias pessoas.
“No momento em que viam Bob, seus rostos se desmanchavam em sorrisos largos.”
A amizade com Bob traz a James novas forças para lutar contra a dependência de heroína. Há laços muito fortes entre os dois, e isso só aumenta depois de suas aventuras cotidianas - ora engraçadas, ora perigosas. 

Essa história nos serve de exemplo, de como uma amizade verdadeira, seja com um animal ou com um ser humano, pode transformar a vida das pessoas de uma maneira tão simples, mas tão significante. Fica claro ao decorrer do livro como Bob é prestativo, e a mudança que ele causa na personalidade de James. 

Apesar de a história ser pacata, em termos de acontecimentos, acompanhar o dia a dia de Bob e James, e suas superações dos preconceitos que sofrem é comovente. Esses dois amigos nos ensinam que todos merecem ter uma segunda chance. 
“Minha opinião é que todos devemos ter um pouco de cada religião e de cada filosofia. (...) Eu me pergunto se Bob era minha recompensa por ter feito algo de bom de algum momento de minha vida conturbada”
Gostaria de destacar a capa do livro, é linda apesar de simples, e as páginas, que são decoradas com patinhas de gato. Eu amei o livro, recomento a todos!

É isso, até mais e Foca na Leitura!
Facebook
Blogger

Nenhum comentário