INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

18 de dezembro de 2015

Falando Sobre: Dias Sombrios

||
Autor: Leonardo Rodrigues
Editora: Kalein
184 Páginas

Sinopse: Três histórias que nunca serão as mesmas, a partir do momento em que destinos se cruzam.Melissa, capitã das líderes de torcida. Estilo e personalidade forte são os pontos que a diferem de suas colegas. Leonardo, seu melhor amigo, desde a infância, compartilha junto a ela de um passado sombrio que deixou marcas, nunca totalmente curadas. Adriel teve uma parte de si retirada muito cedo e esta nunca poderá ser substituída. Isso o levou a ter alguns problemas que poderão colocar sua vida em risco. Será que ele irá encontrar uma maneira de resolvê-los? Ou seria alguém?
Tempestus, uma cidade pequena localizada no interior da Califórnia, Estados Unidos da América. Cidade propícia a repentinas mudanças climáticas provocadas pelas forças da natureza. Em meio a tudo isso, Melissa sente despertar nela algo que nem imagina ser capaz de suportar.
Será Melissa capaz de superar seus limites? O que faria para salvar a vida de quem ama? Seus piores pesadelos estão prestes a virar realidade

Oi, galera! Hoje trago para vocês mais uma resenha de parceria (você pode conferir a sinopse do livro aqui), mas dessa vez de um livro que não me agradou tanto assim. Venham descobrir o porquê. 


Melissa é uma líder de torcida que está enfrentando a separação recente dos pais e o término de seu namoro e, como consequência disso, suas notas na escola caíram e ela não está se dedicando ao Ballet como antes.


Seu melhor amigo, Leonardo, perdeu a mãe em um acidente dentro de casa, graças à uma tempestade fortíssima que provocou queda de árvores e a destruição do lugar onde moravam. A mulher ficou soterrada e não sobreviveu e o menino se culpa por isso. 

Leonardo e Melissa estudam na mesma escola e em um dado momento, conhecem Adriel, um calouro que perdeu a mãe muito cedo e também se culpa pelo ocorrido (embora em um nível muito maior que Leonardo).         
                                      
Infelizmente, não consegui identificar um clímax no livro e se eu continuar a contar o que acontece, vocês ficarão sabendo do final, então pararei por aqui. 

"Viva a vida como se fosse uma ampulheta. Faça com que cada grão tenha valido a pena."
A história é narrada em primeira pessoa, na maior parte do tempo por Melissa e em um único capítulo, por Adriel. Ao longo dela, temos a presença de temas como bullying, solidão, depressão e automutilação. Como vocês devem perceber, o livro é pesado, por isso senti falta de algum personagem mais "feliz" que quebrasse o gelo dos três principais. 

Além disso, em alguns momentos o autor começou um capítulo com uma fala e logo depois "disse ele", então demorei um pouco para saber quem era esse tal "ele". Sendo assim, muitas frases ficaram soltas e houve momentos em que eu não sabia exatamente quem estava falando ou narrando. Enquanto lia, passou pela minha cabeça que talvez, por somente o autor ter a história toda formulada e somente ele saber o que quer passar por completo, deveria ter verificado se estava passando a mensagem que realmente queria. Por outro lado, o autor justificou o fato dizendo que é proposital e que quer que nós, leitores, captemos quem está falando através de sua personalidade, antes de ele nos contar quem realmente é. Infelizmente, isso não funcionou comigo.

Outro ponto que quero destacar é a quantidade gritante de erros de revisão e de escrita que dificultaram muito o ritmo de leitura e por vários momentos quase me fizeram desistir do livro. 

Por se tratar de uma trilogia, espero que o próximo volume seja melhor e que os personagens evoluam mais. 


É isso, o que vocês acharam? Por acaso, já leram o livro? Comentem aí que eu quero saber!


Um beijo e foca na leitura! 
Facebook
Blogger

2 comentários

  1. Já vi esse livro em outro blog, mas não me lembro qual. Gostei muito da tua resenha, pela opinião que tu expressou, pois tem muitos blogs que para não se comprometer só elogiam e deu.

    Abraços!

    umaleituraqualquer.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabriel!
      Sempre procuramos trazer a verdade a nossos leitores, por isso uma resenha sincera. Se tem ponto positivo, a gente vai comentar, se tem ponto negativo, a gente comenta também :)
      Beijo.

      Excluir