INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

6 de janeiro de 2017

Falando Sobre: Até Você Ser Minha

||

Autora: Samantha Hayes
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
336 Páginas

Sinopse: A assistente social Claudia Morgan-Brown está prestes a realizar o sonho de sua vida: vai dar à luz uma menininha. Apesar da ausência do marido ao longo da gravidez – James é oficial da Marinha e fica semanas e até meses longe de casa –, ela mal pode esperar para segurar seu bebê nos braços após várias tentativas e perdas. Porém, as diversas tarefas de Claudia, além da responsabilidade de cuidar dos gêmeos Oscar e Noah, filhos do primeiro casamento de James, deixam o casal preocupado. A próxima partida de James se aproxima, e eles decidem contratar uma babá.Zoe Harper quer muito o emprego. Com as melhores recomendações, ela conquista os gêmeos e se muda para o lar do casal. Mas Claudia logo percebe que a mulher tem outros motivos para se aproximar da família. As suspeitas de Claudia se transformam em verdadeiro terror quando começa a ocorrer uma série de ataques brutais a mulheres grávidas na cidade. Imersos em problemas familiares, os investigadores Lorraine Fisher e Adam Scott são forçados a deixar suas questões de lado e correr contra o tempo para encontrar o assassino antes que ele cometa mais um crime. Uma narrativa repleta de reviravoltas, Até Você Ser Minha traz os desejos humanos mais intensos e mostra quão longe alguém pode chegar para conseguir o que quer.
Claudia é uma assistente social que está prestes a ser mãe de uma menina. Ela é casada com James, um oficial da Marinha que vive longos períodos fora de casa por causa do trabalho. Ele também é pai de dois gêmeos, Oscar e Noah, frutos do relacionamento com sua primeira mulher.

Por conta da grande quantidade de tarefas que cairá sobre Claudia quando James for embora mais uma vez (cuidar dos gêmeos, ajeitar a casa, trabalhar, frequentar as aulas de ioga, a gravidez), os dois decidem que contratarão uma babá e fazem um anúncio no jornal. 

Depois de fazerem uma entrevista, o casal decide contratar Zoe Harper, uma moça muito prestativa e pró-ativa. Ela cuida dos gêmeos com muito carinho e tem ótimas referências de trabalhos anteriores. Apesar disso, Claudia começa a desconfiar de Zoe quando percebe algumas atividades estranhas da babá dentro de casa, ao mesmo tempo em que começam a acontecer vários crimes contra gestantes e os bebês na cidade. Agora, Claudia está sozinha. E com muito medo. 


Até Você Ser Minha, Samantha Hayes
Esse livro foi minha última leitura de 2016. Senti vontade de lê-lo, porque eu tinha acabado de terminar A Lista Negra e queria continuar na vibe dos livros pesados. Acontece que o livro não foi exatamente como eu esperava. Na verdade, achei que a premissa da história ótima, mas talvez a autora não soube aproveitá-la totalmente. 

O começo é bom e bastante intrigante, mas em um dado momento da história pareceu que a autora estava enrolando muito para o grande desfecho. Ela colocou dados e pequenas tramas que considerei desnecessárias, além de eu não achar que a escrita fluiu da maneira que considero correta. Quando chega o final, a autora volta ao ritmo do começo e tudo fica bom novamente. O epílogo foi o que realmente mais gostei. 

Uma personagem que me incomodou bastante, por conta da personalidade, foi Lorraine Fisher, a policial responsável por investigar os crimes contra as mulheres grávidas. Achei-a bastante arrogante e irritante, além do fato de ela não conseguir separar a vida profissional da pessoal. Fora ela, não consegui criar um vínculo um pouco maior com os outros personagens. 

"Até Você Ser Minha" é o primeiro livro da série "DCI Lorraine Fisher". O segundo, em inglês, é "What You Left Behind", que pode ser traduzido como "O Que Você Deixou para Trás". Já o terceiro se chama "You Belong to Me", que pode ser traduzido como "Você Pertence a Mim". 

Um beijo e foca na leitura!
Facebook
Blogger

2 comentários


  1. Me arrepiei e to curioso depois de ler essa resenha. Admito que não esperava muito desse livro. Sobre essa coisa de os autores molengarem nos meios parece que virou moda, não é?

    http://obaucultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rael!
      Fico feliz que minha resenha tenha te deixado curioso, hahaha :)
      Sim, é bem chato quando isso acontece :/
      Beijo.

      Excluir