INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

28 de janeiro de 2016

Falando Sobre: O Duque e Eu

||
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2013
288 páginas


Sinopse: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.
Oi, gente! Hoje trago para vocês a resenha do primeiro livro que li em 2016, O Duque e Eu. Este foi o meu primeiro contato com a Julia Quinn e gente, que mulher. Que escritora maravilhosa. Vamos para a história que vocês vão entender melhor. 

O duque de Hastings e sua esposa tiveram muita dificuldade para terem um herdeiro. Embora a mulher tivesse concebido seis vezes, só na sexta um bebê nasceu. E não foi assim tão fácil: a duquesa acabou morrendo após o parto. 

Apesar disso, Simon nasceu e cresceu de forma saudável. Tinha cabelos pretos e olhos incrivelmente azuis. Mas o menino era gago, e isso tornou tudo muito pior. O duque não o aceitava como filho e chegou até a declarar sua falsa morte para não ter que passar vergonha perante a sociedade. 

Simon chegou a tentar se encontrar com o pai e conversar com ele, mas o homem estava irredutível, então ele decidiu que:
"Se não podia ser o filho que o pai queria, então seria exatamente o oposto."
Já em 1813, temos Daphne Bridgerton, que precisa arranjar um marido, pois já está na idade de debutar. Mas, acontece que os pretendentes da garota não são os melhores: na maioria são velhos ou homens que ela não sente interesse algum. A garota sonha em se casar e ter filhos, então o mínimo que tem que acontecer é achar alguém que ela realmente goste. 

Em um dos bailes da sociedade, Simon e Daphne acabam se cruzando (em uma situação um tanto quanto engraçada, preciso dizer) e se conhecendo. Com o desenrolar da história, acabam fazendo um trato: vão fingir que estão interessados um no outro, para Simon se livrar de pretendentes que ele não deseja (já que não quer de jeito nenhum, em nenhuma circunstância, nunca, nunquinha, casar e ter filhos) e o número de pretendentes de Daphne aumentar e assim, ela escolher alguém. Mas será que esse plano dará certo? Qual a chance dos dois se apaixonarem? Leiam, leiam leiam ❤


Gente, o que dizer dessa história, ou desses personagens? Fui conversando com a Nic enquanto lia o livro e ela acompanhou os meus feelings (e quantos feelings) durante a leitura. 

Esse foi o primeiro romance de época que li e consegui perceber claramente como, pelo menos naquele tempo, os costumes da sociedade moldam as pessoas. O machismo, o homem ter mais poder de decisão do que a mulher (lembrem-se que estamos falando de uma história que se passa de 1813 a 1817), a honra delas (que pode ser desfeita por um simples beijo) e os irmãos super-protetores (Anthony que o diga) que praticamente querem escolher o marido de suas irmãs, foram questões retratadas pela autora de forma encantadora. 

Acho que há muito tempo não me sentia tão dentro da história como me senti com O Duque e Eu. Apesar da personagem principal ser Daphne, acho que a grande revelação da história foi Simon, pois é ele quem mais evolui. Leiam e descubram do que estou falando. 

Alguém aqui também já leu? Me contem o que acharam nos comentários! E se ainda não leu, mas sentiu vontade, comente também!

Um beijo e foca na leitura!
Facebook
Blogger

18 comentários

  1. Não li, mas a sua paixão me contágio, já tinha curiosidade com a autora e o livro, mas agora tenho uma super vontade de ler o livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi! Leia sim, eu adorei esse!
      Já o segundo não achei tão bom, mas comece a série para você tirar suas conclusões :)
      Beijo.

      Excluir
  2. poxa. Simon tem um histórico bem sofrido, viu???
    Nunca li nada de Quinn, apesar de ouvir falar mto bem, mas ando tão saturada do gênero que não me arrisco [ao menos por ora], em fazer a leitura...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem mesmo Maria e, como eu disse na resenha, foi muito bom acompanhar a evolução dele na história!
      Quando tiver vontade, comece a série, vale a pena :)
      Beijo.

      Excluir
  3. Quantos elogio leio dos livros de Julia Quinn, principalmente com relação a essa série de livros. Espero poder conferir em breve algum romance da autora, pois a curiosidade está começando a me matar XD

    http://umreinomuitodistante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Comece a série o quanto antes viu (antes que a curiosidade te mate! hahaha), eu super recomendo!
      Beijo.

      Excluir
  4. Já li algumas resenhas desse livro, e apesar de não curtir romance de época, eu quero muito sair da minha zona de conforto rs
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bárbara! Acho que esse livro seria ótimo para você começar a ler romances de época! Apesar de em algumas partes ser profundo, ele tem pitadas de humor :)
      Beijo.

      Excluir
  5. Oi!! Tudo bem?

    Então, eu até tinha vontade de ler esse livro, mas, depois que li em uma resenha que ele tem um cunho um pouco sexual eu desisti. Não gosto muito de leituras assim, sabe? Já tentei ler vários livros assim e não me identifico com essas cenas. Mas, fico feliz em saber que o livro despertou muitos feelings em você!

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juliana! Ele tem um cunho sexual sim e às vezes as cenas são bem detalhadas, rsrsrs.
      Beijo, obrigada pelo carinho *-*

      Excluir
  6. Oie
    sempre ouço elogios sobre a autora e o gênero mas realmente não tenho curiosidade por esse tipo de leitura, que bom que gostou tanto e sua resenha ficou ótima

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Catharina!
      Que pena que não curte o gênero, eu realmente gostei :)
      Obrigada por elogiar a resenha!
      Beijo.

      Excluir
  7. Oii, tudo bem?
    Ainda não li nenhum livro da série mas estou louca para fazer isso, porque sempre vejo comentários positivos como os seus, adorei sua resenha, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jéss!
      Como estou atrasada aqui para responder os comentários, espero que você já tenha tido a oportunidade de ler, hahaha.
      Obrigada pelo carinho :3
      Beijo.

      Excluir
  8. Oi ^^
    Não sou muito curiosa em relação a história deste livro, mas tenho uma amiga que vai amá-lo.
    Vou mostrar seu post para ela :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Que fofa, obrigada por mostrar o post a sua amiga, esse é o objetivo do blog, disseminar a leitura <3
      Beijo.

      Excluir
  9. por mais comentários positivos que vejo da obra eu não sinto interesse na leitura por não ser o gênero do qual eu gosto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paac!
      Que pena! Mas dê uma chance ao livro um dia, talvez você goste...
      Beijo.

      Excluir